(92) 3231-1532 (92) 3348-5890 (92) 98241-0030

TESTOSTERONA: reposição hormonal com responsabilidade

O hipogonadismo masculino é uma síndrome causada pela deficiência de androgênios (os hormônios masculinos), que tem papel crucial na puberdade, fertilidade masculina, disfunção sexual masculina, formação de músculo, composição corporal e funções cognitivas. Porém, homens não devem usar testosterona, a menos que haja comprovação por exames de que os níveis do hormônio estejam realmente baixos e haja sintomas relacionados a ele. O marketing relacionado à reposição hormonal fez quase triplicar o número de receitas de testosterona e usá-la como se fosse o elixir da juventude para o cansaço e falta de libido é um grande equívoco, que pode trazer consequências graves para o organismo como infarto, acidente vascular cerebral (AVC) e infertilidade. Abaixo responderei as dúvidas mais frequentes dos pacientes sobre esse tema, que tem gerado tanto discussão.

QUAIS OS BENEFÍCIOS DA REPOSIÇÃO DE TESTOSTERONA?

A reposição pode melhorar a composição corporal, a mineralização óssea, os sinais de síndrome metabólica e os problemas sexuais masculinos. Mas só deve ser realizada quando há indicação precisa e com orientação de profissional qualificado e atualizado com os últimos consensos internacionais para acompanhamento dos possíveis efeitos colaterais.

POSSO REPOR TESTOSTERONA MESMO QUE MEUS NÍVEIS DE HORMÔNIO SEJAM NORMAIS?

Não!!! A reposição hormonal em pacientes com níveis normais de testosterona não é recomendada pelas Sociedades de Urologia Internacionais ou Brasileira. As consequências podem ser desde a infertilidade, AVC, infarto, até mesmo a parada da produção endógena (própria) da testosterona, às vezes, de forma irreversível.

APENAS A REPOSIÇÃO DE TESTOSTERONA MELHORA TODOS OS SINTOMAS DO HIPOGONADISMO?

Segundo o último consenso da Sociedade Européia de Urologia, publicado em 2015, a reposição hormonal pode melhorar os sintomas do hipogonadismo, mas a redução de peso, mudança do estilo de vida, tratamento adequado das comorbidades (como pressão alta e diabetes), é mais importante que a reposição.

A REPOSIÇÃO DE TESTOSTERONA PODE GERAR INFERTILIDADE?

Sim!!! Vários estudos já comprovaram que o uso de testosterona exógena (usada na reposição), pode causar azoospermia, ou seja, a parada da produção de espermatozoides, que pode ser irreversível,
causando infertilidade. Portanto, a reposição hormonal pode beneficiar muitos pacientes, mas deve ser sempre feita com responsabilidade, pois, como todo tratamento, tem seus benefícios, mas também seus efeitos colaterais. Procure sempre profissionais qualificados para o seu acompanhamento.