(92) 3231-1532 (92) 3348-5890 (92) 98241-0030

Calculo Urinário

Os cálculos renais, popularmente chamados de "pedras nos rins", são formações sólidas de sais minerais e uma série de outras substâncias, como oxalato de cálcio e ácido úrico. Essas cristalizações podem migrar pelas vias urinárias causando muita dor e complicações. Os cálculos podem atingir os mais variados tamanhos, variando de pequeninos grãos, até o tamanho do próprio rim.

A apresentação clínica mais frequente é a dor intensa em cólica, de início abrupto, localizada na região lombar e que pode irradiar para flanco e genital. A crise renal frequentemente é acompanhada de vômitos e muita ansiedade.

Exames de imagem como Radiografia simples de abdome, Urografia Excretora, Ultrassonografia e Tomografia Computadorizada devem ser realizados para confirmar o diagnóstico de cálculo urinário e programar a melhor abordagem terapêutica.

A maioria dos cálculos é eliminada espontaneamente, necessitando apenas de analgesia. De maneira geral, o tratamento intervencionista é instituído dependendo da intensidade da dor, do tamanho e posição do cálculo e da presença de infecção.

Muitas são as opções para o tratamento do cálculo renal: tratamento clínico (sintomáticos e observação até eliminação espontânea do cálculo), LEOC (Litotripsia Extracorpórea por Ondas de Choque), Ureterolitotripsia rígida, Ureterorrenolitotripsia Flexível com Laser, Nefrolitotripsia Percutânea e Cirurgia Aberta.

É recomendado procurar imediatamente um tratamento, pois o problema pode ter consequências bastante sérias. Existem riscos como a obstrução total da passagem da urina e a parada do funcionamento do rim.